Bolinhol

Gastronomia

Bolinhol

Descrição

Esta receita de pão-de-ló é a que mais se aproxima do que é comercializado com o nome de Pão-de-Ló de Vizela.

O Povo chamava-lhe Bolinhol e há quem diga que é uma criação das Carmelitas do Convento de Guimarães, famoso pelo o Pão-de-Ló que ali era confeccionado pelo menos desde o século XVIII.

Quem já provou?

Duração

60

Min

Preparação: 
20
Cozedura: 
40
Dificuldade: 
Intermédio

Ingredientes

  • 24 gemas
  • 3 claras
  • 400 gr de açúcar
  • 300 gr de farinha de trigo (tipo 55)
  • 200 gr de açúcar para a cobertura

Preparação da receita

  • Batem-se as gemas e as claras com o açúcar, até obter um preparado espesso e quase branco.
  • Junta-se a farinha que foi peneirada várias vezes e bate-se apenas o nacessário para ficar bem misturada.
  • Deita-se a massa em formas quadradas de lata, forradas com papel costaneira (grosso).
  • Leva-se o pão-de-ló a cozer em forno quente (220º C).

  • A meio da cozedura, reduz-se o calor e deixa-se cozer o pão-de-ló.
  • Este estará cozido quando, espetando-o um palito, este sair seco.
  • Deixa-se arrefecer um pouco, desenforma-se e retira-se o papel dos lados.
  • Com os 200 grs de açúcar e um copo de água faz-se uma calda muito forte (112ºC).
  • Deixa-se amornar e espalha-se, depois, sobre a superfície e os lados do pão-de-ló, com uma espátula ou colher de pau, em movimentos vaivém, até a calda se tornar opaca.
  • Conserva-se em local seco e de preferência em recipiente fechado mas forrado com um papel absorvente (vegetal não serve).

Dica

O Povo chamava-lhe Bolinhol e há quem diga que é uma criação das Carmelitas do Convento de Guimarães, famoso pelo o Pão-de-Ló que ali era confeccionado pelo menos desde o século XVIII.
gosto