Conhecem esta Ponte?

VISITE-NOS

Quer ser visto por milhares de pessoas todos os dias?

29
Jun

Artigos

Conhecem esta Ponte?

Também conhecida pela Ponte do Diabo. Segundo a lenda, em tempos remotos, um criminoso fugido da justiça viu-se encurralado e desesperado ao chegar aos penhascos sobranceiros do rio Rabagão. Talvez pelo peso da sua consciência, o criminoso invocou o nome do mafarrico, e este de imediato lhe apareceu: "Ajudo-te a passar mas em troca dás-me a tua alma"- disse o diabo. Em acto de desespero, o que importava era salvar o corpo em vez de ser capturado e enfrentar a justiça. E assim foi, o diabo num ápice fez aparecer a ponte, o foragido passou para a outra margem deixando as autoridades perante um obstáculo intransponível, pois a ponte já se tinha esfumado e o mafarrico todo contente com a alma de outro desgraçado.

A coisa não se tinha ficado por aqui. Passados uns tempos o pobre homem sem a sua alma viria a arrepender-se do pacto que tinha feito e foi contar o sucedido a um padre. "Pecado, terrível pecado!"-disse o Padre ""Vais outra vez ao mesmo sitío e voltas a chamar o Diabo, pedindo ajuda para a travessia do rio e, deixa o resto comigo." E assim foi... Já no local, o desgraçado volta a chamar o chifrudo que logo lhe apareceu e concede-lhe o desejo: a ponte voltou. A meio da travessia, o pobre homem parou, o padre escondido apareceu com água benta, aspergindo-a. Este, por sua vez, esfumou-se no ar, deixando um intenso cheiro a enxofre. O diabo tinha sido enganado. O homem recuperou a sua alma, a ponte ficou benzida, onde, desde então permanece até aos dias de hoje.
Da ponte da Misarela advém outra lenda: Que quando uma mulher não levava a bom termo a sua gravidez, ou pelo simples medo de perder o primeiro filho ainda na gestação, tinha que pernoitar na ponte até ao alvorocer do dia, impedindo que algum ser vivo que por ali passase. Demanhã esperaria pela primeira pessoa que aparecesse, pedindo-lhe que com uma corda comprida presa a um recipiente apanhasse água, que iria ser para benzer o filho ainda na barriga e ser o padrinho ou madrinha da criança. Rezavam um Pai Nosso e uma Avé Maria. "Se for rapaz chamar-se-á Gervaz, se rapariga, Senhorinha. "
Era feito um pré-baptismo para que a mulher tivesse sucesso na gravidez ! Ora veja o vídeo

share div

gosto