Um spa para cabras nas terras do Alto Minho!

VISITE-NOS

Quer ser visto por milhares de pessoas todos os dias?

17
Mai

Artigos

Um spa para cabras nas terras do Alto Minho!

O regresso às origens de um jovem casal e dos dois filhos, uma história de vida hoje algo frequente, esteve na génese de um projeto sustentável de fabrico de queijo de cabra tendo como base alguns contornos inovadores.

Marco Sousa, com licenciatura em engenharia agronómica por concluir, e a mulher, Verónica Solheiro, com formação na área da bioquímica, mas sem qualquer tipo de experiência anterior no setor, lideram hoje, no concelho de Melgaço, no extremo mais setentrional do país, uma exploração pecuária o onde cerca de meio milhar de cabras são massajadas e ouvem música relaxante, brincando num parque anti-stress, complemento de lazer para os animais.

Os resultados da produção de leite nos Prados de Melgaço são animadores -- acréscimo da ordem dos 20 por cento - e a qualidade dos queijos fabricados, alguns com incorporação de outros produtos regionais, caso do vinho Alvarinho e do presunto, justificou prémios.

O projeto tem quase três anos e assenta na produção das 450 cabras, que dão uma média diária de 250 litros de leite.

A produção anual é de 15 toneladas de queijo de seis variedades: creme fresco para barrar, simples ou com presunto; fresco curado 15 dias; fresco cura de 30 dias; pimentão com Alvarinho cura de 60 dias e camembert de cabra curado em vinho Alvarinho.

Os queijos com uma história singular baseada no bem-estar animal, o vinho e o presunto: um trio de produtos de excelência do território de Melgaço

fonte: tsf

share div

gosto